domingo, 2 de abril de 2017

COM A FRATERNIDADE, O AMOR

 Em II Pedro 1:7 diz: "E à piedade a fraternidade,
 e à fraternidade o amor.
                           
          O amor de Deus por mim é inexaurível, e meu amor pelos outros deve 
partir dessa mesma base inabalável. 
O crescimento na graça cessa no momento em que me irrito. 
Irrito-me porque tenho de conviver com uma pessoa difícil. 
E eu, como tenho sido desagradável para Deus! 
Estarei disposto a identificar-me de tal maneira com o Senhor Jesus, 
que sua vida e sua brandura fluam de mim para os outros o tempo todo? 
Nem o amor natural nem o divino permanecem se não forem cultivados. 
O amor é algo espontâneo, mas tem de ser cultivado pela disciplina.
    Se não quisermos cultivar,  tudo acaba até o amor! 
isso se não deixar-mos nos envolver com o amor de Deus.  
O Dêle nunca acaba.
Lembre-se “ agora pois permanecem a fé, a esperança e o amor, 
estes três; porem o maior destes é o amor.”  
        Texto extraido do livro Devocional Tudo para Ele 
Autor: OsWald Chambers - leitura do dia 11 de maio
SÓ ELE É...
Deus abençoe a sua vida
           
 (imagens tiradas do google)

5 comentários:

  1. Reflexivo e lindo, importante esse texto que compartilhas! Lindo ABRIIL! bjs pra ti e aos bonequinhos! chica

    ResponderExcluir
  2. Olá, Nal!
    Deus é Amor, Amemos!!...
    Bem bonito o texto apresentado...
    Uma boa semana... Muito carinho e um abraço...

    ResponderExcluir
  3. O mundo precisa de evangelizadores e, gosto muito do Novo Testamento, parabéns pelo blog. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  4. O amor de Deus por nós é lindo! Vamos imitá-lo como um filho imita seu pai.
    Beijos Nal

    ResponderExcluir
  5. Olá Nal, passo para desejar a você e aos seus familiares um domingo de paz.
    Um abraço, Pedro

    ResponderExcluir

Deixe sua marquinha aqui, quero retribuir a sua visita.
não esqueça Jesus te ama! e eu também!